Monday, March 05, 2007

***IRIS STEFANELI NO SITE DOS PAPARAZZO 2007***








***PARAISO TROPICAL A NOVA NOVELA DAS OITO 2007***


Ola Amigos Boa Tarde? Tudo bem com vocës.Finalmente a Rede Globo e o nosso Querido Autor Gilberto Braga ira relatar um dos Maiores temas Polimicos na Nossa Sociedade.

A nova novela das oito Paraíso Tropical terá casal de homens, "Gay.Com certeza vai serum tema muito interessante estou muito feliz por isso.Afinal de contas tenho varios amigos Gays que sáo seres Humanos Fantasticos e esse tema abordado sera um tema bem merecido.

Náo percam hoje a Estreia da Nova Novela da Rede Globo que vai ser ezibida depois do Jornal Nacional NOVELA PARAISO TROPICAL

*******Novela Paraíso Tropical terá casal de homens, "Gay1*******

Novela "Paraíso Tropical", que vai Substituir "Páginas da Vida" a partir de março, terá um casal gay na trama, informa o site especializado "Gay1".


Os atores Carlos Casagrande e Sérgio Abreu vão interpretar os personagens Rodrigo e Tiago, casados há seis anos e moradores de Copacabana. Com corpos sarados, eles gostam de jogar vôlei na praia.

Paraíso Tropical" é escrita por Gilberto Braga e Ricardo Linhares, com direção de Dennis Carvalho, Amora Mautner e José Villamarin. A novela vai abordar o tema do turismo sexual, com Alessandra Negrini no papel de gêmeas, fazendo par romântico com o personagem do ator Fábio Assunção.

Paraíso Tropical é o título da nova telenovela da Rede Globo, de autoria de Gilberto Braga e Ricardo Linhares, escrita por Gilberto Braga, Ricardo Linhares, Sérgio Marques, Angela Carneiro, Maria Helena Nascimento, Nelson Nadotti e João Ximenes Braga com direção de Amora Mautner Maria de Medicis, e Cristiano Marques, direção geral de José Luiz Villamarim e Dennis Carvalho, direção de núcleo de Dennis Carvalho, com estréia em 5 de março de 2007.

Ambientada em Copacabana, a novela será a 4ª colaboração entre o ator Fábio Assunção e o autor Gilberto Braga e apresentará a atriz Alessandra Negrini, pela primeira vez, como protagonista de uma telenovela.O tema de abertura será Olha, com Chico Buarque e Erasmo Carlos, de Roberto e Erasmo Carlos, em ritmo de Bossa Nova.
*******SINOPSE*******

Daniel Bastos é um homem simples que aprendeu a conviver com o jeito autoritário do poderoso Antenor Cavalcanti, que é casado com Ana Luísa, com quem teve um filho que morreu aos 16 anos. Com a morte deste, Antenor tornou-se um homem frio e calculista, que só visa o dinheiro e trai a mulher com sua advogada, a bela Fabiana. Daniel, que é filho de um caseiro, foi praticamente criado por Ana Luísa e o marido sempre trabalhando no grupo, que mantém sua sede num dos hotéis mais luxuosos na Avenida Atlântica, no Rio de Janeiro.

No início da história, o empresário acaba de comprar o resort Ponta do Coral, na fictícia Marapuã, localizado no litoral da Bahia, e manda Daniel para as últimas negociações com o proprietário. Ao chegar lá, descobre que existe um bordel nas redondezas do resort e bate de frente com Amélia, a cafetina das meninas mais fogosas da região. E a principal delas é Bebel, que de tão ambiciosa, se envolverá com gente muito perigosa, se aliando ao pérfido Jáder, para conseguir chegar ao Rio de Janeiro. Amélia, por sua vez, tem orgulho de sua profissão e irá defender suas "meninas" com unhas e dentes, batendo de frente com Daniel.

E é nesta viagem que o herói da trama irá se apaixonar pela bondosa Paula, criada pela cafetina, mas que não é sua filha legítima, a qual tem uma irmã gêmea, a má Taís, que vive na favela do Rio de Janeiro, mendigando convites e sonhando em ascender a alta classe carioca.

No início da história, uma não sabe que a outra existe. A heroína, por sua vez, é claro, corresponderá ao sentimento e, por isto, Daniel pensará em viver por ali mesmo, sem muito estresse. Só que, tudo seria perfeito se Olavo não estivesse no caminho.

Ele é filho de Marión, uma promoter em total decadência e irmão de Ivan, que trabalha com guarda-sol na praia em frente à sede do grupo Cavalcanti.O vilão tentará todos os artíficios para acabar com o amor dos heróis e contará com a ajuda de seu amigo Jáder, que trará do Rio de Janeiro a menor Telma (ou Telminha), uma garota safada e esperta, com cara de anjo, mas capaz de fazer a vida de qualquer homem viver um inferno.

Olavo e Jáder irão armar para que ela esteja deitada na suíte 1305, por coincidência a que Daniel estava e chamarão a polícia. O protagonista, no entanto, não estava no hotel e, quando volta, é surpreendido sendo levado algemado para a delegacia, ficando preso numa cela.

Paula, por sua vez, sem saber notícias do amado, achará que seu grande amor desistiu dela e partirá para a Amazônia, onde ficará uns tempos.Paralelamente à história principal, encontramos no Rio de Janeiro, os ilustres moradores do edifício Copamar, em Copacabana, que é sindicado por Iracema, uma mulher muito rígida e conservadora, mãe de Dinorá. O Copamar será alvo de muitas situações engraçadas, como com a chegada de Dolores, uma ex-cafetina que tem sua fome sexual indomável e com ela tratará homens maravilhosos em uniformes e outros tipos.

Também no mesmo prédio ainda vivem o quarentão Cássio, que no passado teve um filho com Lúcia, que voltará ao Rio de Janeiro, junto com Mateus, fruto do caso amoroso entre os dois. Belisário Cavalcanti, pai de Antenor, é um homem que antigamente vivia de pequenos trambiques e, hoje, sem manter muito contato com o filho, ainda mantém sua personalidade de antigamente, sendo hoje, casado com o ícone gay Virgínia, uma mulher muito sensual.

Outra moradora ilustre do Copamar é a promoter Marión, que outrora tivera muito sucesso e hoje vive de pequenos trabalhos, furtos e trambiques com algumas "amigas" que ainda restam na sociedade carioca. Mãe de Ivan e Olavo, tendo uma gritante preferência por este, ela será capaz de tudo para voltar a atingir o antigo sucesso e ter uma vida melhor.

Nesta história, nem tudo é o que parece. A boa moral e conduta são contestadas pelo núcleo de prostitutas, que tratará do turismo sexual de uma forma muito abrangente. Ambição, raiva, luxúria, futilidade, aqui pessoas irão comentar muitos pecados, mas o pior deles, sem dúvidas, será tentar acabar com o grande amor de Paula e Daniel, o casal central desta nova trama.Haverá um casal homossexual na novela – Rodrigo e Tiago.

Muito bem resolvidos, os personagens não enfrentam qualquer tipo de problema na sociedade e não são vítimas de preconceito. Pelo contrário.

São típicos jovens de Copacabana, que trabalham e jogam vôlei na praia no mesmo time de Umberto, garçom num bar próximo ao hotel de Antenor Cavalcanti, ele tem namorada fixa, mas como todo bom malando, é supersimpático, sorridente, tem um excelente nível cultural e sabe como ninguém cativar as suas "vítimas" entre elas a namorada, a ingênua Joana.“Desta vez, não vamos mostrar um bairro da zona norte tipo Andaraí.

Quase todos os personagens moram em Copacabana, os ricos, a classe média e os pobres. Afinal, tem de tudo em Copacabana, não é verdade?”, resume Ricardo Linhares.

*******Elenco*******
Fábio Assunção - Daniel BastosAlessandra Negrini - Paula/ThaísGlória Pires - LúciaTony Ramos - Antenor CavalcantiRenée de Vielmond - Ana LuísaMaria Fernanda Cândido - FabianaReginaldo Farias - ClementeWagner Moura - OlavoYoná Magalhães - VirgíniaHugo Carvana - BelisárioDébora Duarte - HermíniaVera Holtz - MarionRodrigo Veronese - LucasDaisy Lucidy - IracemaJonathan Haagensen - CláudioDaniel Dantas - HeitorIsabela Garcia - DinoráMarco Ricca - GustavoSérgio Marone - UmbertoCamila Pitanga - BebelAline Fanju - PriscilaDébora Nascimento - ElisaChico Diaz - JáderBruno Gagliasso - IvanÍsis Valverde - TelmaBeth Goulart - NeliPaulo Vilhena - FredMarcello Antony - CássioRoberto Maya - XavierFábio Nascimento - LucianoGustavo Leão - MateusSheron Menezes - MarcellaPaulo Vilhena - FredPatrícia Naves - SheilaIldi Silva - YvoneLuli Miller - GildaJosé Augusto Branco - NereuNildo Parente - PacíficoOtávio Müller - VidalOthon Bastos - IsidoroLarissa Queiroz - RitaLudoval Campos - RaulRoberta Rodrigues - HeloísaSérgio Abreu - TiagoDudu Cury - JúlioPatrícia Werneck - CamilaErika Mader - SusaninhaCarlos Casagrande - RodrigoFlávio Bauraqui - EvaldoYaçanã Martins - OctacíliaThays Garayp - ZoraideLidi Lisboa - TatianaMarcelo Laham - HugoMarcelo Valle - Sérgio OtávioRaquel Parpneli - ÚrsulaNivia Hellen - CristinaFlávio Pyramo - WilmaLeonardo Neto - SobralMaria Eduarda - OdeteExpedito Barreira - SoutoThavyne Ferreira - MárciaParticipações especiaisSuzana Vieira - Amélia VianaRosamaria Murtinho - DoloresOtávio Augusto - OsvaldoCarmem Verônica - Mary MontillaMaria Padilha - MarisaMarcos Palmeira - Marcos (ex-namorado de Paula).


*******REFERËNCIA BIBLIOGRAFICA******




AMIGOS NAO PERCAM A NOVA NOVELA DAS OITO ESCRITA PELO NOSSO QUERIDO AUTOR GILBERTO BRAGA PARAISO TROPICAL. PARABENS A REDE GLOBO POR MAIS ESTE EXELENTE TRABALHO.

FORTE ABRACO A TODOS ROBERTO FËNOMENO 07 EM RITIMO DE PARAISO TROPICAL.

Saturday, February 24, 2007

*******Grazielli Massafera Explode coração 2007*******



*******Grazielli Massafera Explode coração*******

Com uma fantasia banhada a ouro, atriz levou o público ao delírio. Por toda a avenida foi aplaudida e ouviu os foliões gritarem seu nome Durante 80 minutos,
Grazielli Massafera, 24 anos, sonhou acordada. À frente dos ritmistas da escola de samba Grande Rio, a atriz de Páginas da Vida fez sua estréia na Sapucaí como rainha de bateria. Das arquibancadas, o povo gritava seu nome e aplaudia sua performance sem parar.

"É muito bom se sentir tão querida assim", disse Grazi.
O sonho quase foi interrompido por um imprevisto. Pouco antes de ela pisar na passarela do samba, as tiras de suas sandálias, amarradas até quase o joelho, arrebentaram. Ainda na concentração, o problema parecia ter sido contornado com linhas de silicone transparentes.

Mas, no meio do desfile, a emenda não resistiu ao gingado de Grazi: as tiras se soltaram, ela se desequilibrou e só não foi completamente ao chão porque se apoiou em uma das mãos."Levei um susto.

Dei uma virada no pé e quase caí", contou. Grazi continuou o percurso com a sandália solta e chegou ao fim da avenida com os pés sangrando. "Adorei. Foi muito emocionante. Só não pude sambar muito", declarou, sem se importar com a dor.Nada de nervosismoGrazi surgiu na Apoteose representando os Dragões da Independência, numa fantasia avaliada em 35 mil reais, criada pelo estilista Carlinhos Barzellai.

"Ela é toda banhada a ouro com cristais Swarovski!", vibrou a atriz. Grazi chegou ao sambódromo pouco antes da meia-noite, na segunda (19), acompanhada pelo namorado, Alan Passos, 28, e pela mãe, Cleuza Soares, 46.Com um sorriso estampado no rosto, não transparecia nervosismo. "Não estou tentando me controlar. Agora, estou realmente calma", avisou a atriz, antes de confessar que havia perdido algumas horas de sono na madrugada anterior. "Dormi pouco e só não roí as unhas porque coloquei umas postiças


A Atriz contonou que foi direto para o camarim reservado só para ela, no qual já era aguardada pelo maquiador Celso Kamura. No camarim, ela comeu uma maçã e uma barra de cereal. Para garantir energia na passarela, havia almoçado um prato de massa, preparado pela mãe.Lá vem a noiva!Pronta para evoluir à frente da bateria da escola de Duque de Caxias, Grazi precisou ser escoltada por cerca de 20 seguranças por onde passou, no trajeto entre o camarote e a concentração.

Acesso livre a ela, só para o namorado. "Ô, abre alas, que meu negão quer passar", cantarolou a atriz ao ver Alan. "Você vai arrebentar, está linda demais", elogiou ele, que desfilou com a roupa da diretoria.Ao deparar com as arquibancadas lotadas, Grazi disse: "Caramba, tem mais gente aqui do que na minha cidade inteira (Jacarezinho, no interior do Paraná). Estou me sentindo Ivete Sangalo. Ou como uma noiva chegando para o casamento", brincou. Depois, agradeceu. "É tão perfeito que dá até medo. Obrigada, meu Deus, por este momento."


*******REFERËNCIA BIBLIOGRAFICA*******



Wednesday, February 21, 2007

****Beija-Flor é a campeã do Carnaval carioca; Grande Rio é vice****


O casal Edinho(e), e a rainha de bateria Raíssa (c), fazem a festa na quadra da Beija-Flor

***Beija-Flor é a campeã do Carnaval carioca; Grande Rio é vice***

A Beija-Flor de Nilópolis é a escola de samba campeã do Carnaval 2007, com 399,3 pontos conferidos pelo júri. A segunda colocada, Acadêmicos do Grande Rio, obteve 397,9 pontos. A Mangueira ficou em terceiro. Este é o nono título da Beija-Flor, que desfilou com o enredo "Áfricas: do berço real à corte brasiliana", sobre as dinastias guerreiras africanas.

A escola foi campeã consecutivamente em 2003, 2004 e 2005.A Beija-Flor, nascida em 1948, foi a última escola a desfilar, na manhã de terça-feira. Saiu da Avenida às 6h35 mas manteve alto nível de energia na Marquês de Sapucaí.O enredo da escola exaltou os traços africanos do Brasil.

Os aspectos naturais do continente, seus animais e sua vegetação, foram retratados no primeiro setor da escola. A África "baiana" também teve seu espaço, na homenagem aos terreiros de candomblé. No fim do desfile, a Beija-Flor fez uma referência ao Rio de Janeiro, principalmente aos bairros da Gamboa e Saúde, que já receberam a denominação de "pequena África".

Entre as celebridades, o destaque foi o ator Edson Celulari, que tocou repique. A escola contou com Neguinho da Beija-Flor interpretando seu samba-enredo. Ele está na escola há 32 anos. O gigantesco beija-flor de 10 metros de comprimento sobre o carro abre-alas anunciou um desfile cheio de fantasias luxuosas, com muitas plumas, e carros com detalhes rebuscados.

A bateria veio fantasiada em alusão ao soberano do reino africano de Daomé. Fato raro na Avenida neste ano, a rainha era da própria comunidade: Raíssa de Oliveira, de 16 anos, é da escola há cinco anos. Outro destaque, num carro alegórico, foi Cláudia, filha da legendária porta-bandeira Pinah Ayoub. A Beija-Flor conquistou seu primeiro campeonato em 1976, com o carnavalesco Joãosinho Trinta, que passou 17 anos com a escola.

Em 1989 apresentou um de seus desfiles mais ousados, com o enredo "Ratos e Urubus, Larguem a Minha Fantasia", que trazia uma ala de mendigos e uma imagem do Cristo Redentor, coberto por ordem da Igreja. Grande RioA Grande Rio, que também foi vice-campeã em 2006, homenageou Duque de Caxias, a cidade onde é sediada. O samba-enredo "Caxias - O Caminho do Progresso, um Retrato do Brasil" reverenciou ícones locais do esporte, da música e da política.

Alguns deles foram Zeca Pagodinho, que desfilou em carro alegórico, e o deputado dos anos 60 Tenório Cavalcanti, o controverso "Homem da Capa Preta", revivido pelo ator José Wilker na avenida como já havia feito em filme de 1986.

A Grande Rio foi a escola com maior número de celebridades em suas fileiras. A que mais recebeu atenções foi a rainha da bateria Grazi Massafera. Desfilaram ainda na escola as atrizes Betty Lago, Fernanda Lima e Nívea Stelmann, a apresentadora Ana Maria Braga e os atores Raul Gazolla e Marcos Paulo.MangueiraA Mangueira levantou o público com o enredo "Minha pátria é minha língua, Mangueira meu grande amor. Meu samba vai ao Lácio e colhe a última flor", sobre a língua portuguesa falada do Brasil. A escola homenageou poetas, compositores e escritores de clássicos brasileiros. Houve várias tensões em torno do desfile.

A mais rumorosa envolveu a sambista Beth Carvalho, com 36 anos de escola. Por falta de organização da escola, a cantora foi até um carro, que a mandou para outro, e por fim, um integrante da direção disse que ela não desfilaria naquele carro. Magoada, a madrinha da velha guarda saiu aplaudida pelo público.




Com o enredo "Áfricas: do berço real à corte brasiliana", a escola conquistou o campeonato do Carnaval 2007. Assim, a agremiação é a que mais conquistou títulos nesta década na Marquês de Sapucaí: 2003, 2004, 2005 e este ano.

Nascida em 1948, na cidade de Nilópolis, a Beija-Flor conquistou seu primeiro campeonato em 1976, com o carnavalesco Joãosinho Trinta, que passou 17 anos com a escola.

Em 1989 apresentou um de seus desfiles mais ousados, com o enredo "Ratos e Urubus, Larguem a Minha Fantasia", que trazia uma ala de mendigos e uma imagem do Cristo Redentor, coberto por ordem da Igreja. A escola já conquistou o campeonato no Carnaval carioca oito vezes.
Cores oficiais: Azul e Branco.

*******SAMBA-ENREDO*******


"Áfricas: do berço real à corte brasiliana"Olodumaré, o Deus maior, o Rei Senhor
Olorum derrama a sua alteza na Beija-Flor
Oh! Majestade negra, Oh! Mãe da liberdade
África: O baobá da vida Ilê Ifé
Áfricas: Realidade e realeza, axé
Calunga cruzou o mar
Nobreza a desembarcar na Bahia
A fé nagô-yorubá,
Um canto pro meu orixá tem magia
Machado de Xangô, Cajado de Oxalá
Ogum yê, o onirê, ele é Odara
É jeje, é jeje, é querebentã
A luz que vem de Daomé, reino de Dan
Arte e cultura, casa da mina
Quanta bravura negra divina
Zumbi é rei
Jamais se entregou, rei guardião
Palmares hei de ver pulsando em cada coração
Galanga pó de ouro e a remissão enfim
Maracatu chegou Rainha Ginga
Gamboa, a pequena África de Obá
Da Pedra do Sal viu despontar a Cidade do Samba
Então dobre o run
Pra Ciata d’Oxum imortal
Soberana do meu carnaval na princesa nilopolitana
Agoye o mundo deve o perdão
A quem sangrou pela história
Áfricas de luta e de glória
Sou quilombola Beija-Flor
Sangue de rei, comunidade
Obatalá anunciou
Já raiou o sol da liberdade.


*******FONTE DE INFORMACÁO*******









Tuesday, February 20, 2007

*******Mocidade Alegre é a campeã do carnaval de São Paulo*******

Torcedores da Mocidade Alegre lotaram ontem a quadra da escola para comemorar o título.



****Mocidade Alegre é a campeã do carnaval de São Paulo*******


SÃO PAULO - Com 3.400 componentes, 24 alas e cinco carros alegóricos, a Mocidade Alegre trouxe para o Anhembi o riso como tema. A escola conseguiu retratar o assunto com sucesso, trazendo cores vibrantes e alegorias que chamaram a atenção do público. A comissão de frente, por exemplo, era formada por palhaços e apresentou diversas coreografias.

A ala das baianas também chamou a atenção pelo uso de bolas brilhantes e as roupas com muitos detalhes coloridos. A única ala que destoou do conjunto fazia referência ao personagem Bento Carneiro, o vampiro brasileiro, de Chico Anísio. A fantasia, de cor roxo escuro, se contrapôs às cores vibrantes usadas no resto do desfile.

O samba-enredo, de letra fácil, ajudou público, que acompanhou a melodia, especialmente no trecho "batam palmas... no circo o show vai começar". Além disso, um dos carros alegóricos trazia artistas e personagens que representam o humor na televisão.

A escola, que faz 40 anos em setembro, aproveitou o desfile para iniciar as comemorações. O último carro alegórico, com o nome "Sorria, é carnaval", trazia fotos em preto e branco mostrando diversos momentos ao longo da história da escola.

A rainha da bateria, Nani Moreira, afirmou estar totalmente recuperada do acidente ocorrido no último desfile - no ano passado sua fantasia pegou fogo, causando queimaduras no braço e na testa. Nani estava muito animada, e continuou sambando durante alguns minutos após a escola ter deixado a avenida. Na saída, foi muito aplaudida pelos integrantes da escola



SÃO PAULO - Com um enredo inspirado no "riso", a Mocidade Alegre, escola de samba do bairro do Limão, é a grande campeã do grupo especial do carnaval de São Paulo de 2007. A agremiação, que obteve 298,5 pontos, bateu as concorrentes Unidos de Vila Maria e Vai-Vai, que ficaram respectivamente com 297,75 e 297,5 pontos.

Além das três, as escolas Águia de Ouro (297) e Império de Casa Verde (297) voltarão a se apresentar na próxima sexta-feira durante a o desfile das campeãs - que também terá a participação das vencedoras do grupo de acesso e das escolas de samba esportivas.

Este é o sexto título na história da Mocidade, que levantou o troféu pela última vez em 2004.
Apesar do empate numérico entre as 4ª e 5ª colocadas, a Águia de Ouro ficou na frente pelo critério de desempate "fantasia".

Em uma apuração acirrada, Mocidade, Unidos de Vila Maria e Vai-Vai disputaram ponto a ponto a superioridade em um carnaval marcado pelo equilíbrio entre as escolas e desfiles tecnicamente impecáveis. Nenhuma agremiação perdeu pontos por falhas durante as apresentações.
Durante a divulgação das notas, várias agremiações também estiveram próximas do título.
A maior polêmica da apuração ficou por conta do jurado Amilton dos Santos, que não deu nota à Acadêmicos do Tucuruvi pelo quesito "letra de samba". Não está claro o motivo da decisão de Amilton, mas a escola não foi prejudicada, pois, segundo o regulamento da apuração, a agremiação deve receber a nota máxima contabilizada no quesito - que foi 10.

As rebaixadas deste ano foram a Império do Ipiranga - que em 2006 subiu para o grupo especial - e a Unidos do Peruche.
No ano passado, a campeã do carnaval foi a Império de Casa Verde, seguida de Vai-Vai, Mocidade Alegre, Unidos de Vila Maria e Rosas de Ouro.
Mocidade Alegre
Última escola a se apresentar na noite de domingo, a Mocidade Alegre levou para o Anhembi o riso como tema, com o enredo "Posso Ser Inocente, Debochado e Irreverente... Afinal, Sou o Riso Dessa Gente". A escola conseguiu retratar o assunto com sucesso, trazendo cores vibrantes e alegorias que chamaram a atenção do público.

O destaque foi a comissão de frente, formada por palhaços, que apresentava diversas coreografias.
O samba-enredo, de letra fácil, ajudou o público, que acompanhou a melodia, especialmente no trecho "batam palmas... no circo o show vai começar".

A escola, que faz 40 anos em setembro, também aproveitou o desfile para iniciar as comemorações. O último carro alegórico, com o nome "Sorria, é carnaval", trazia fotos em preto e branco mostrando diversos momentos da história da escola.
A rainha da bateria, Nani Moreira, estava muito animada, e foi muito aplaudida pelos integrantes da escola.

*******Desfile das campeãs*******

desfile das campeãs ocorrerá na noite da próxima sexta-feira, 23, com a participação das cinco primeiras escolas do grupo especial e das vencedoras do grupo de acesso e das escolas de samba esportivas. Os ingressos já estão a venda no Sambódromo.

Unidos da Vila Maria e Vai-Vai ficaram em segundo e terceiro lugar. Império do Ipiranga - que em 2006 subiu para o grupo especial - e Unidos do Peruche foram rebaixadas.

*******referëncia Bibliografica*******

Monday, February 19, 2007

******CARNAVAL NA CIDADE DE SÁO PAULO E NO RIO DE JANEIRO GLO BELEZA 2007******


OLA AMIGOS BOM DIA? TUDO BEM COM VOCÊS.JA ESTAMOS NO CARNAVAL DE 2007.

Vamos brincar com cuidado se prevenir contra as doencas Vamos se divertir com muita Cautela e vamos torcer tambem pela nossa Escola de Samba.VIVA CARNAVAL GLO BELEZA 2007.

*******CARNAVAL 2007 SÁO PAULO E RIO DE JANEIRO CIDADE MARAVILHOSA*******


A última noite de desfiles das escolas do Grupo Especial em São Paulo foi marcada pela criatividade --tanto a das favoritas como a de quem não briga pelo título. A campeã de 2007 será conhecida na manhã de terça. Ao todo, 14 escolas desfilaram em São Paulo.

À noite começa a festa no Sambódromo do Rio.A Vai-Vai mais uma vez realizou um desfile grandioso, que ousou em sobrepor o preto e a prata às cores vivas, comuns em outras escolas. A agremiação apresentou o enredo "O 4º reino -

O reino do absurdo", no qual o plástico teve papel central com as criações do carnavalesco Chico Spinosa.Pérola Negra e Águia de Ouro surpreenderam --também positivamente.

A primeira, por fazer um desfile mais imponente do que se esperava de uma agremiação que acaba de chegar ao Grupo Especial (no ano passado, foi vice do Grupo de Acesso).

A segunda, por conquistar a arquibancada com sua bateria, que veio à frente da escola. Com seus elmos dourados em forma de águia, os ritmistas da escola foram responsáveis pelos momentos de maior animação do público.

Quase toda em azul, a Rosas de Ouro cantou a criação e a destruição da Terra em um desfile que se iniciou com uma homenagem a Candido Portinari --a comissão de frente interpretou os personagens pintados por ele na série "Retirantes". Baianas, passistas e bateria deixaram o rosa de lado para vestir a "outra" cor oficial da escola.Na mão contrária à escolha quase monocromática da Rosas, a Mocidade Alegre apresentou um enredo sobre o sorriso e a felicidade com uma profusão de tonalidades.

O circo, a TV e a infância foram lembrados no desfile que fechou as apresentações do Grupo Especial.Já a Unidos do Peruche apostou no carisma da Turma da Mônica e de seu criador, Mauricio de Souza, destaque no último carro.A Mancha Verde, que não concorre ao título do Grupo Especial (é a única representante do Grupo Esportivo), trouxe um enredo sobre profecias que, apesar de dispersivo, permitiu à escola abusar da criatividade.Neste domingo se apresentam dez escolas do Grupo de Acesso:

Flor de Liz, Imperial, Leandro de Itaquera, Unidos de São Lucas, Gaviões da Fiel, Morro da Casa Verde, Barroca Zona Sul, Dragões da Real, Camisa Verde e Branco e Acadêmicos do Tatuapé. Os desfiles começam às 20h.

*******REFERËNCIA BIBLIOGRAFICA*******


BOM DESEJO UM OTIMO CARNAVAL !!! A TODOS VOCËS MEUS AMIGOS LINDOS.FORTE ABRACO A TODOS ROBERTO FËNOMENO 07 EM RITIMO DE CARNAVAL.OBS

(MEU TECLADO ESTA COM PROBLEMA NA ACENTUACÁO)






Thursday, February 08, 2007

*******Morre o ex-big brother Buba 20/11/2006*******





Morreu na madrugada desta segunda-feira o ex-big brother Edílson Buba, aos 33 anos, vítima de um câncer. Ele estava internado no Hospital Vita, Curitiba, e tratava a doença há três meses. Buba morreu por falência múltipla dos órgãos, em decorrência de uma infecção generalizada. Ele participou da quarta edição do Big Brother Brasil, exibido pela TV Globo em 2004.

Logo após a saída do reality show, ele foi preso com 18 comprimidos de ecstasy e cinco gramas de maconha. Ele passou 95 dias na prisão, acusado de tráfico de drogas. Após a prisão, ele assumiu a condição de ex-usuário de drogas e fundou a ONG Vida Limpa, Vida Livre para ajudar a recuperar jovens entre 7 e 21 anos a se recuperar das drogas.

Sobre o uso de drogas, Buba contou que utilizava maconha e ecstasy cerca de quatro vezes por semana antes de ser preso. "Sempre fumei, usei tabaco, mas sempre tive controle sobre isso", disse. Na época, contou ainda que após sair do Big Brother passou a receber de presente grande quantidade de drogas nas festas em que participava, principalmente ecstasy.

Algumas ele jogava fora, outras ele guardava. Segundo ele, as drogas que carregava quando foi preso foram presentes de amigos. No ano passado, Buba fez um ensaio nu para a revista G Magazine de dezembro. Todo o cachê foi doado por ele para ONG.

Autor: O NORTÃO Fonte: TERRA/

*******Homenagem: Surfistas jogarão cinzas do ex-BBB Buba no mar*******


Em homenagem ao ex-BBB Buba, falecido na madrugada dessa última segunda-feira, dia 20 de novembro, aos 34 anos de idade, um grupo de surfistas, liderado por Peterson Rosa, jogará suas cinzas na praia do Balneário Coroados, no Paraná.

Apesar de não ter uma data marcada ainda, acredita-se que a homenagem acontecerá no sétimo dia da morte.Buba, que foi capa da G Magazine em dezembro de 2005, morreu devido à falência múltipla dos órgãos, decorrente de uma infecção generalizada. Ele estava internado desde 17 de setembro no Hospital Vita, em Curitiba, e tinha dois tumores na região do abdome.Depois de um velório reservado a família, Buba foi cremado no crematório Vaticano, em Campina Grande do Sul (região metropolitana de Curitiba).

© Copyright 2006, O NORTÃO Todos os Direitos Reservados.
*******FONTE DE INFORMACÁO*******
















Wednesday, February 07, 2007

*******IRIS STEFANELLI A NAMORADINHA DO BIG BROTHER BRASIL 2007*******






******IRIS STEFANELLI A NAMORADINHA DO BIG BROTHER BRASIL 2007*******

Quem não se diverte com o jeito moleca de Irislaine Stefanelli, ou melhor, a Íris como prefere ser chamada, ou ainda a Siri, o apelido divertido que já pegou na casa do BBB7? Bem, a bela paulista de Tupã, interior de São Paulo, que atualmente vive em Uberlândia, MG, e capricha no sotaque mineiro, está mesmo arrebatando corações dentro e fora do programa. Em entrevista exclusiva a tititi, Aparecida Stefanelli, mãe da garota, fala da personalidade e sonhos de sua filha.

tititi - Como é a Íris, descreva ela pra gente.Aparecida Stefanelli - É uma pessoa persistente, que luta e dá duro no trabalho para pagar os estudos.

Como ela era na infância e na adolescência?
Como toda a criança, esperta, sapeca, elétrica, como ainda é hoje. Adorava dançar as músicas do É o Tchan! e ir para as baladas.

Então, era namoradeira?
Não, mas sempre tinha um paquera. O pai dela morria de ciúme. A gente até que segurou bastante. Iris não se apaixona fácilmente. É menina séria!

O que ela gostava de fazer?
e juntar retalhos de tecidos e criar suas próprias roupas.
Ficava horas no quarto tentando costurar e inventando moda.

Tinha o sonho de ser famosa?
Sim, desde bem pequena. E aos 3 anos era garota-propaganda de uma empresa de fotografia. Com isso a vontade só foi aumentando.

Além do sonho de ser famosa, ela queria se formar em quê?
Queria ser médica pediatra. Prestou vestibular, mas não conseguiu, por isso, hoje está no último ano de enfermagem.

Ela ainda é apaixonada pelo ex-namorado, promotor de justiça?
Acredito que sim, porque os dois têm uma grande amizade e às vezes ainda ficam vigiando um ao outro.

De onde surgiu o apelido Siri?
Foi dado por este namorado quando eles se conheceram. Ela tinha apenas 17 anos. Ele dizia que Siri era o nome dela de trás pra frente. Foi o primeiro namorado dela.

E por que acabou?
Por causa das brigas... Ele não gostava das roupas que ela usava e quando ela se inscreveu para participar do BBB6, ele quis terminar.

A Íris disse o que fará com o prêmio, caso ela ganhe?
Vai comprar uma chácara para o avô dela, Davi, que há mais de 30 anos é empregado numa fazenda em Goiás, na beira do rio Araguaia.
*******REFERËNCIA BIBLIOGRAFICA*******
FORTE ABRACO A TODOS ROBERTO SECIO DE SP.

*******FELIZ ANIVERSSARIO REGINA DUARTE NOSSA ETERNA NAMORADINHA DO BRASIL*******












REGINA DUARTE COMECOU A TRABALHAR NA TELENOVELA NO ANO DE 1965 SUA PRIMEIRA APARICÁO NAS NOVELAS FOI NA NOVELA A DEUSA VENCIDA. NO ELENCO ESTAVAM TAMBEM GLORIA MINEZES E TARCISIO MEIRA. Emissora: TV Excelsior - Horário: 19:30h Exibição: 1 de Julho à 31 de Outubro de 1965 Autora: Ivani Ribeiro.

Regina Blois Duarte Nasceu na Cidade de Franca,no dia 5 de fevereiro de 1947.É considerada pelo Guiness Book como a mais importante atriz de telenovelas do Brasil. Seu apelido carinhoso no começo da carreira era Namoradinha do Brasil pelos papéis de mocinha que fez em telenovelas.Destacou-se com o seriado Malu Mulher, que mostrava uma mulher independente, levando a protesto diversos grupos conservadores.Envolveu-se em polêmica na campanha presidencial de 2002, no Brasil: ao apoiar o candidato José Serra, afirmou ter "medo" do que seu adversário, Lula faria na presidência. Como fato subseqüente, estreou campanha que disse que a "esperança venceu o medo".É mãe da também atriz Gabriela Duarte.

*******Atuação na televisão*******

2006 - Páginas da vida ....
Helena Camargo Varella 2003 - Kubanacan ....
María Félix 2002 -
Desejos de mulher .... Andréa Vargas 1999 -
Chiquinha Gonzaga (minissérie) .... Chiquinha Gonzaga 1997 -
Por amor .... Helena Greco Vianna 1995 - História de amor ....
Helena Soares 1994 - Incidente em Antares (minissérie) - Shirley Terezinha 1993 -
Retrato de mulher (seriado) 1990 -
Rainha da sucata .... Maria do Carmo Pereira 1989 -
op model .... Florinda 1988 -
Vale tudo .... Raquel Accioly 1987 -
O outro .... Clara 1985 -
Roque Santeiro .... viúva Porcina 1984 -
Joana (seriado) .... Joana Martins 1983 -
Guerra dos sexos .... Alma 1982 -
Sétimo sentido .... Luana Camará/Priscila Capricce 1979 -
Malu mulher (seriado) .... Malu 1977 -
Nina .... Nina 1974 -
Fogo sobre terra .... Bárbara 1973 -
Carinhoso .... Cecília 1972 -
Selva de pedra .... Simone Marques 1971 -
Minha doce namorada .... Patrícia 1970 -
Irmãos Coragem .... Rita de Cássia Maciel Coragem (Ritinha) 1969 -
Véu de noiva .... Andréa / Roberta / Maria Célia 1969 -
Dez vidas .... Pom Pom 1969 -
Os estranhos .... Melissa 1968 -
Legião dos esquecidos .... Regina 1968 -
O terceiro pecado .... Carolina 1966 -
As minas de prata .... Inesita 1967 -
Os fantoches .... Bete 1966 -
Anjo marcado .... Lilian 1965 -
A grande viagem .... Isabel 1965 -
A deusa vencida .... Malu 1965.

*******Atuação no cinema*******

2000 - Um anjo trapalhão 1985 - Além da paixão 1983 - O cangaceiro trapalhão 1982 - O homem do pau-brasil 1981 - El hombre del subsuelo 1978 - Daniel, capanga de Deus 1977 - Parada 88, o limite de alerta 1976 - Chão bruto 1969 - A compadecida 1968 - Lance maior

*******Prêmios*******
beu o Troféu Imprensa de Atriz Revelação em:1965 - por "Malu", de A deusa vencida 1967 - por "Bete", de Os fantoches; 1970 - por "Rita de Cássia", de Irmãos Coragem; Recebeu o Troféu Imprensa de Melhor Atriz em:1972 - por "Simone" e "Rosana", de Selva de pedra; 1973 - recusou o prêmio de Melhor Atriz pela atuação em Carinhoso e o transferiu para Eva Wilma, que foi a Melhor Atriz de 1973; 1979 - por "Malu", de Malu mulher; 1985 - por "Viúva Porcina", de Roque Santeiro. Recebeu o Prêmio APCA/TV de Melhor atriz em:1972 - por Selva de pedra 1979 - por Malu mulher 1982 - por Sétimo sentido 1985 - por Roque Santeiro.

FORTE ABRACO A TODOS VOCËS SEJAM BEM VINDOS ROBERTO SECIO DE SP.

Sunday, February 04, 2007

*******ROSE DI PRIMO MUSA DOS ANOS 70*******


*******ROSE DI PRIMO MUSA DOS ANOS 70*******

Quem não se lembra daquele comercial da Vigor em que aparece uma morena escultural devorando em colheradas o tal iogurte para "regime", e inocentemente, deixava cair uma gotinha no peito e Ooops!!... passava o dedo e lambia!!

Foi a maior provocação de toda uma geração! Estava apenas começando a grande escalada de uma modelo que inventou a tal Tanga, escandalizando o mundo e abriu portas pra celebridades, como : Xuxa, Luiza Brunet... e teve como amigas de passarela: Silvia Pfeifer, Monique Evans, Beth Lago, Ísis de Oliveira, enfim, uma vida que marcou o Brasil. Mas um corpo escultural como o dela é uma dádiva Divina...

Nada de silicone, lipo e essas tecnologias estéticas de hj. Ela tinha tudo graças a sua natureza! Quem viveu um pouco disso, pode se deliciar matando saudades e deixar uma passagem de sua vida, aqui!

HOMENAGEM FEITAS PELOS FÁS ROBERTO SECIO E VANDÁO DO ORKUT.

Tuesday, January 30, 2007

*******SAUDADES DA ATRIZ SANDRA BREA *******


*******Sempre invadi a casa dos outros para levar alegria. Agora levo também informação."*******
Frase de Sandra Bréa, ao anunciar ser portadora do vírus HIV.
"Descobri que minha vida sempre foi mágica e que Deus me ama escandalosamente. Se eu reclamar de minha vida é que eu não presto."

Faleceu em sua casa no Rio de Janeiro, na manhã do dia 4 de maio, a atriz Sandra Bréa. Com 13 anos, Sandra iniciou sua carreira como modelo, passando para o teatro de revista e a seguir para papéis mais consistentes no teatro. Quando foi convidada para fazer televisão.

Modelo e atriz de teatro (estréia em "Plaza Suite", 1968), de cinema (estréia em "Um Whisky Antes, Um Cigarro Depois", 1969) cinematográfica e de telenovelas; "sex-symbol" dos anos 1970, destaca-se nas Redes Globo e Bandeirantes (anos 1980); primeira personalidade feminina a assumir publicamente no país ser soro-positiva (08/1993).

Considerada com todos os méritos, uma das mulheres mais bonitas do país. Era conhecido também, seu temperamento forte e coragem para defender causas consideradas tabus na década de 70 e 80, em plena ditadura militar. Quando inclusive, posou nua. Há muitas histórias sobre sua responsabilidade para com a profissão, como quando no espetáculo teatral Liberdade..., cortou sua mão em cena, sofrendo hemorragia. Recebeu sangue nos bastidores e insistiu em terminar o espetáculo, desmaiando logo ao final. Sandra Bréa faleceu aos 47 anos, vítima de complicações com um cancêr de pulmão e também, da Aids. A qual tornara público ser portadora, desde 1993.

Na época, informou ter sido contaminada numa transfusão de sangue, após um acidente automobilístico. Mais tarde recontou o episódio, quando disse que manteve relações sexuais com pessoas, que mais tarde, soube serem portadoras da doença. No últimos tempos vinha se queixando de ter sido abandonada pela classe artística. Sandra Bréa foi sepultada no dia 6 de maio, no Cemitério São João Batista, no Rio de Janeiro, com a presença de poucos artistas. A atriz deixa um filho adotivo.

Sandra Brea Faleceu no dia 04/05/2000, 13:04 h, em sua casa, Jacarepaguá, Rio de Janeiro, Brasil Causa: Câncer no pulmão (após uma parada respiratória, agravada pela AIDS - "Acquired Immune Deficiency Syndrome")Hoje Sandra Brea e sempre sera uma Estrela que Brilha la no Ceu.

Saudades de seus Amigos Familiares e fás.

Roberto Secio 31/01/2009.

*******HOMENAGEM A ATRIZ LIDIA BRONDI*******





*******HOMENAGEM A ATRIZ LIDIA BRODI*******

Lidia Brondi Resende nasceu em Campinas, em 29 de outubro de 1960. Com apenas um ano de idade, sua a família mudou-se para Ribeirão Preto e mais tarde, aos 9 anos de idade, mudou-se novamente para o Rio de Janeiro, onde seu pai, o pastor Jonas Resende, iria trabalhar

No ano de 1975, estreou na televisão, participando do seriado "Márcias e seus Problemas", da TV Educativa. Convidada pelo direitor Walter Avancini, ingressa na Rede Globo, onde estreou na novela "O Grito", de Jorge Andrade.

Em 1978, fez o seu papel de maior sucesso na novela Dancin' Days, de Gilberto Braga, contracenando com o ator Lauro Corona.No cinema, Lídia estreou em 1980 em Perdoa-me por Me Traíres, de Braz Chediak, baseado na obra do dramaturgo Nelson Rodrigues. Mas seu filme mais famoso

O Beijo no Asfalto, também baseado na obra de Nelson Rodrigues, dirigido por Bruno Barreto. Em 1987, fez o filme Rádio Pirata, de Lael Rodrigues.Em novelas, teve várias participações, sendo a última delas em Meu Bem, Meu Mal (1990). Depois dessa novela, abandonou a carreira artística e a vida pública, supostamente por estar acometida de síndrome do pânico.

Outros atribuíram seu afastamento da carreira artística por problemas com alcoolismo.Lídia também posou para a revista Playboy. Num caso absolutamente excepcional, em julho de 1980 (edição 60), foi capa da revista sem que aparecesse nua nas paginas internas.

Em agosto de 1987 (edi§Ão 145), finalmente voltou à revista, desta vez realmente posando nua.Casou-se com o diretor de televisão Ricardo Waddington, em 1985, com quem teve sua única filha, Isadora. Separada em 1987, volta a se casar em 1990, desta vez com o ator Cássio Gabus Mendes, com quem vive ate hoje, e com quem contracenou de forma marcante na novela Vale Tudo, de Gilberto Braga.Hoje, desenvolve trabalho de recuperacáo £o de dependentes quimicos, valendo-se de sua forma de psicolloga, pela PUC de São Paulo e diz que náo £o pensa em voltar à vida artistica.

REFERËNCIA BIBLIOGRAFICA :

Wikipédia, Revista Isto é Gente, TeledramatugiaFonte Fotos: Acervo Carl Ole, Sites Diversos. (LR)
FORTE ABRACO A TODOS ROBERTO SECIO SP 31/01/2009.


















Monday, January 29, 2007

******SAUDADES DA NOVELA ÉRAMOS SEIS******


Esta é uma novela que não terminou! Riso e Pranto prosseguem, acordando em nós o velho hábito de sonhar. A Avenida Angélica de ontem, transorma-se num rio que leva para o mar da noite a graca de um tempo que pede para ser eterno. Outras Lolas e outros Julios virao, oferecendo a paisagem angustiada a rosa de seu amor. Entre personagens povoados de poesia, o personagem maior é São Paulo - o glório São Paulo de 32,no sentir de Guimarães Rosa. Éramos Seis e hoje somos tantos a pedir que aconteca em nossas vidas, o suave milagre dos dias de outrora!

PAULO BONFIM.

INFORMAÇÕES GERAIS:

Por : Silvio de Abreu e Rubens Ewald Filho Direção Geral : Nilton Travesso Éramos Seis é basicamente a história de uma família. Uma família latina igual a tantas outras e por isso mesmo de forte identificação junto ao público. É uma história absolutamente humana e real, o seu valor e sucesso estão justamente nessas características.

A humanidade dos personagens e as situações de um cotidiano comum, muito próximo de quase todos nós, é que darão o sabor da história. Pensando assim, resolvemos abandonar qualquer tentação de desumanizar os personagens em função de tramas rocambolescas e acreditamos que o sucesso da novela em sua primeira apresentação veio exatamente da sua semelhança com a vida. Portanto, não se preocupe com a leitura desta sinopse e dos capítulos subseqüentes com grandes tramas folhetinescas. Todas foram deixadas de lado em favor da simples e real emoção do cotidiano, o que atualmente está muito ausente das novelas de televisão.

Perfil dos Personagens Principais.

ONA LOLA -

Protagonista da novela. Precisa ser uma grande atriz de muita empatia popular. Começa a novela com mais ou menos trinta anos e termina com aproximadamente sessenta. Meiga, dedicada, querida e ao mesmo tempo forte e determinada. A típica mãe da família latina.

SEU JÚLIO -

Marido de Lola. Papel forte e marcante. Bom pai de família, mas cheio de problemas de afirmação. Não consegue se comunicar com os filhos. Muitas vezes bebe. É extravagante em casa e muito submisso no emprego. Morre no meio da história de úlcera no estômago.

CARLOS -

O filho mais velho. Meigo e dedicado. O bom filho. Começa na novela com mais ou menos 12 anos e deve ser feito por um menino dessa idade. No segundo período da história, deve ser feito por um ator de empatia, romântico e terno na casa dos 20/25 anos. Deve ser bonito e suave. Morre no meio da segunda parte da estória, pouco depois da morte de Júlio, seu pai. É o filho mais amigo de Lola.

ALFREDO -

O segundo filho. Rebelde e agressivo. O filho problema. Começa a história com um ano a menos do que Carlos e também deve ser feito por um ator - criança na primeira fase. Na segunda fase deve ser interpretado por um ator forte, entre 20/25 anos, bonito e carismático. É galã, rebelde, problemático, mas cheio de idéias políticas, de sonhos impossíveis. É amigo da mãe, mas o seu temperamento o afasta sempre dela.

JULINHO -

O terceiro filho. É o falso - bonzinho. Sempre preocupado unicamente consigo mesmo. Como os outros dois, deve ser interpretado na primeira fase por um ator - criança. A diferença da idade dele para Carlos e Alfredo é de mais ou menos três anos. É inteligente, sabe fazer-se simpático quando interessa. Na segunda fase, deve ser interpretado por um ator na faixa dos 20/22 anos, mais para o inteligente do que para o bonito.

MARIA ISABEL -

A caçula da casa. Menina mimada e voluntariosa, mas de bom gênio. Quando criança deve ser interpretado por uma atriz - criança, muito bonitinha. Na segunda fase, deve ser interpretada por uma atriz de força romântica. Tem uma bonita história de amor com um homem desquitado. É bonita, elegante e fútil até conhecer esse homem, depois fica uma dona de casa, um pouco parecida com a mãe, dona Lola.

CLOTILDE -

Irmã mais velha de Lola. Personagem romântico. Já começa a história como uma solteirona, mas vai encontrar o grande amor de sua vida num amigo do Júlio. Deve ser feito por uma atriz excelente, bonita e de força romântica. É a melhor amiga de Lola no decorrer da estória.

OLGA -

A irmã mais nova de Lola. É engraçada e coquete. Típica mulher do interior, com muitas cenas de comédia junto ao seu marido, o Zeca. No decorrer da história, se enche de filhos e de problemas. De uma moça pobre, vira uma mulher de sociedade no interior com o progresso do marido nos negócios. Deve ser interpretada por uma atriz com facilidade para comédia.

ZECA -

Marido de Olga. Típico caipira do interior que vai subindo na vida. O relacionamento dele e Olga são o alívio cômico da novela. Deve ser feito por um ator com facilidade para comédia e para criar tipos. Se mete sempre em trapalhadas quando vem para a cidade grande.

DONA MARIA -

Mãe de Lola. Uma senhora forte, simpática e trabalhadora. Faz doces para fora e vende no interior. Mulher batalhadora que ficou viúva cedo e cuidou de sua família com sacrifício. Morre antes do final da história.

TIA EMÍLIA -

ia de Lola. Mulher rica e esnobe. É a única rica de verdade que aparece na novela. Altiva, bem tratada, elegante. Deve ser feita por uma atriz com participação especial. Muito bem vestida e de bom gosto. Rica, tradicional e educada. Tem um certo desprezo, ainda que velado, pela parte pobre da sua família.

ADELAIDE -

Filha problema de Tia Emília. Da mesma idade de Alfredo. Mulher bonita, educada na Europa, muito viajada. Tem idéias modernas e progressistas. Deve ser feita por uma atriz bonita e de muita beleza. É um personagem complicado porque vem cheio de idéias e discursos sobre o que é certo ou errado. O romance com Alfredo de desenvolve até o fim da história. Muito inteligente e rebelde, é uma ovelha negra para Emília, mas é tratada muito bem pela sua mãe.


JUSTINA - Filha mais velha da Emília. É retardada mental. Teve um problema de infância que só é mostrado no fim da novela. É boa e suave, mas muitas vezes pode ficar violenta. Tem carinho pelos filhos de Lola. Deve ser feito por uma atriz com qualidade dramática para que não resulte em apenas uma caricatura. É forte e não deve ser bonita como Adelaide


CANDOCA - Tia caipira de Lola. Vem do interior e traz problemas para a casa dela. É simpática, personagem para ser interpretado por uma atriz popular e divertida. Não é um personagem muito grande.

DURVALINA - Negra. Empregada fiel de Lola e depois de Lúcio e Carmencita. É simpática, educada e amiga. Deve ser interpretada por uma atriz suave e bondosa. Não é um papel muito grande, mas é importante até o fim da história.

DONA GENÚ -

É a vizinha e amiga de Lola na cidade. Deve ser interpretada por uma mulher gorda, despachada, engraçada e boa atriz. É mandona e vive às turras com o seu marido que deve ser bem menor do que ela. Adora ir a enterros e fofocar sobre a vida alheia. É a mais informada do bairro. Personagem engraçado e de grande empatia popular.

VIRGULINO -
Marido da Genú. Homem bom, amigo e humilde. Conversa muito com seu Júlio de quem é vizinho. Vive com medo da mulher e tem com ela brigas engraçadas. Mas não é uma caricatura do marido medroso. Coloca os seus pontos de vista, é honesto e trabalhador. Muito amigo dos filhos. É na verdade o pai que o Júlio gostaria de ser e não consegue. Deve ser interpretado por um ótimo ator, que tenha o físico apropriado para criar um bom contraste com dona Genú. Politicamente, é um anarquista convicto.

LÚCIO -

Filho mais velho de Genú e Virgulino. Amigo de infância de Carlos e Alfredo. Como os outros, deve ser feito por um ator - criança na primeira fase da novela, depois deve ser feito por um ator com temperamento romântico e suave. Apesar de se identificar mais com o Carlos, ao crescer, se torna mais amigo de Alfredo. Deve ser bonito e tímido. Completamente apaixonado por Isabel, irmã de Carlos e Alfredo, vai acabar se casando com Carmencita, depois da morte de Carlos e ajuda a criar o filho que não é seu.

LILI -

Filha caçula de Genú e Virgulino. Romântica, novinha, típica adolescente sonhadora. Quando criança é quase um bebezinho, depois deve ser interpretada por um atriz simpática, meio peralta, mas com um temperamento romântico. É apaixonada por Julinho, vizinho e filho de Lola. É preterida por ele por ser pobre.

SEU ALONSO -

Homem bom e amigo. Dono do armazém no fim da rua onde Lola e Genú fazem as suas compras. Homem direito, compreensivo, amigo. Tem problemas com a sua mulher que o abandona logo no final da primeira fase para seguir um antigo amor. Fica sozinho para criar a filha Carmencita que permanece com ele. É amigo de Júlio e Virgulino.

DONA PEPA -

Mulher de seu Alonso. Espanhola, voluntariosa, quente, bonitona. É o oposto do marido. Detesta quando ele vende fiado para aquelas pessoas pobres que nunca vão pagar. Abandona o marido para seguir um amor do passado que reaparece na sua vida. Não volta mais para a novela. Personagem forte, mas de pouca duração.

CARMENCITA -

Filha de Alonso e Pepa. Quando criança deve ser interpretada por um atriz - mirim. Na segunda fase, deve ser uma moça bonita e de temperamento romântico. É muito quente como a mãe e apesar de ser apaixonada por Carlos, não agüenta a sua passividade e se entrega a Alfredo, sem se casar com ele, e tem um filho. Alfredo parte para os Estados Unidos sem saber que é pai. Lúcio se apaixona por Carmencita e os dois se casam, criando o filho de Alfredo. Personagem bonito e romântico. Deve ser feito por uma atriz de empatia popular. Sensual, mas ao mesmo tempo, suave.

ALMEIDA -

Colega de Júlio na loja de tecidos onde ele trabalha. Galã quarentão, tem pinta de mulherengo, mas no fundo não é nada disso. É romântico e se apaixona de verdade por Clotilde, irmã de Lola. É casado e tem filhos, porém mantém isso em segredo uma vez que a mulher não quer lhe conceder o desquite. Vai ter uma bonita história de amor com Clotilde formando assim um dos pontos altos da novela. Deve ser feito por um bom ator, de quem o público goste e torça para o romance.

SEU ASSAD -

Turco. Dono da loja de tecidos onde Júlio trabalha. Homem bom, mas negociante. Empregado é empregado e patrão é patrão. Vai oferecer uma boa oportunidade ao Júlio, mas ele não vai poder aceitar. Personagem simpático que atravessa toda a novela.

DONA LAILA - Turca. Primeira mulher de Assad. Suave, boa mãe. Morre logo no final da primeira parte da novela.

DONA KARIME -

Turca. Segunda mulher de Assad. Bonitona, altiva. O oposto de Laila. Mulher rica e orgulhosa. Faz com que os negócios do marido progridam muito mais depois do casamento. Dá a ele uma certa classe e o introduz a um mundo muito mais rico e sofisticado.

MARIA LAURA -

Trca. Filha de Assad e Laura. Menina antipática, voluntariosa, riquinha. Deve ser feita quando criança por uma atriz -mirim meio gordinha. Depois, na segunda fase, deve ser interpretada por uma atriz não muito bonita e meio antipática. É com Maria Laura que Julinho, o filho de Lola, se casa. É por ela que ele deixa a Lili, sua vizinha pobre. Depois de casados vão morar no Rio de Janeiro. Ela vive uma vida fútil de festas e inutilidades.

FELÍCIO -

Bonitão, maduro, desquitado. É o grande romance de Maria Isabel na novela. Lola é contra esse casamento e o romance se desenvolve bastante. Deve ser elegante, simpático e com um ar meio sofrido. Vem de um casamento péssimo e tenta reconstruir a sua vida. Casa-se com Isabel no fim da segunda fase e é de muita importância na terceira e na última fase. Bom personagem que deve ser feito por um ator, tipo galã, bonito e carismático, uma vez que a Maria Isabel, como filha de Lola é a mocinha da história.

ALAOR - Amigo de Alfredo nas reuniões políticas. É olheiro e dedo-duro. Tem uma participação pequena na estória. Entra na primeira e na segunda fase.

RAIO NEGRO - Amigo de Alfredo na revolução. Na primeira fase entra como criança. É negro. Na segunda fase, aparece na revolução e morre. Papel pequeno mas com boas cenas.

JOSÉ ARANHA - O antigo amor de dona Pepa. Aparece no fim da primeira fase e vai embora com ela. Homem bonito, já maduro, de voz forte e presença marcante. Não é um papel muito longo.

DONA BENEDITA - Professora dos filhos de Lola na primeira fase da estória. Não entra na segunda e nem na terceira. Mulher educada, enérgica e com muitos problemas com Alfredo. Papel pequeno.

DONA MARLENE - Mãe de Júlio. Só entra na primeira fase da história. Mulher antipática, irascível, que durante um tempo, vai morar na casa deles e causa problemas para Lola e para toda a família. Participação pequena, mas deve ser feita por uma boa atriz.

MARCUS - Amigo de Carlos na segunda fase da novela. É simpático, elegante, bom amigo. Se apaixona por Lili e vai se casar com ela no final da história. É amigo e confidente de Carlos. Deve ser feito por um ator simpático e de qualidade, apesar do personagem não ser muito grande.

MARION -

Amante de Júlio na primeira fase da novela. Deve ser feita por uma atriz bonita, já meio acabada e de grande humanidade. É a típica prostituta do coração de ouro. Suave e terna. É mais confidente de Júlio do que sua amante. Se veste com bois de pluma e alguma roupa extravagante, mas é decente. Na segunda fase da novela é amiga e protege o Alfredo, sabendo que ele é filho de Júlio, que já morreu nessa altura de história. Um personagem muito bonito, mas não muito grande.

OS FILHOS DE ZECA E OLGA - Quatro crianças entre 9 e 3 anos. Dois meninos e duas meninas. Devem falar textos esporádicos. Só entram na segunda fase.

Novela de SÍLVIO DE ABREU e RUBENS EWALD FILHO,

Baseada no romance da Sra. LEANDRO DUPRÉ Direção: DEL RANGEL / HENRIQUE MARTINS Direção Geral: NILTON TRAVESSO Assistente de Direção: PAULO SOARES / ROGERIO PASSOS.

Com: Irene Ravache (Lola), Othon Bastos (Julio), Luciana Braga (Isabel), Tárcisio Filho (Alfredo), Jandir Ferrari (Carlos), Leonardo Brício (Julinho), Jandira Martini (Genú), Marcos Caruso (Virgulino), Angelina Muniz (Karime), Antonio Petrin (Assad), Maria Estela (Laila), Luciene Adami (Maria Laura), Marco Ricca (Felicio), Paulo Figueiredo (Almeida), Bete Coelho (Adelaide), Mayara Magri (Justina), Flávia Monteiro (Lili, João Vitti (Lucio), Umberto Magnani (Alonso), Nina de Pádua (Pepa), Yara Lins (Dona Maria), Wilma de Aguiar (Candoca), Lia de Aguiar (Dona Marlene), Chica Lopes (Durvalina), Cláudia Mello (Benedita), (Paulo Hesse Higino), Régis Monteiro (Dr. Azevedo), Nelson Baskerville (Marcus), Eduardo Silva (Raio Negro). Apresentando: Eliete Cigarini (Carmen), Lui Strassburger (Neves), Petê Marchetti (Leontina), Roberto Arduin (José Aranha), Rodrigo (Lopez Alaor), Waldemar Dias (Jr. Tavinho). Crianças na 1ª Fase: Caio Blat (Carlos), Wagner Santisteban (Alfredo), Rafael Pardo (Julinho), Carolina Vasconcelos (Isabel), Júlia Ianina (Carmen), Roberto Lima (Lucio), Paula Cidade (Lili), Carolina Gregório (Maria Laura), Wellington Rodrigues (Raio Negro), Saulo Demetrius (Júnior). Crianças na 2ª Fase: Anna Paula Fecker (Maria Emilia), Tuca Graça (Tavinho), Giovanna Stefanelli (Kehr Emiliana). Atores Convidados: Denise Fraga (Olga), Osmar Prado (Zeca), Jussara Freire (Clotilde), Elizangela (Marion). Participação Especial: Nathália Timberg (Tia Emilia), Ney Latorraca (Palhaço Sorriso).
*******Fonte de Informacáo*******
Forte Abraco a todos Roberto Secio.

A ultima exibicao de Éramos Seis foi no SBT no periodo de Janeiro a Maio de 2001

****UM DOS MAIORES SUCESSOS DAS TELENOVELAS EM 1993****





****Força de um DesejoGlobo (Segunda a sábado às 18h)****

Os autores estão pedindo e a Globo parece inclinada a aceitar a diminuição do número de capítulos das novelas. A experiência deve começar pelo horário das seis, já há algum tempo assolado pela crise de audiência. Terminada Força de um Desejo, de Gilberto Braga, a próxima novela deve ser de Lauro César Muniz e ter cerca de 60 capítulos, não 180 como previsto.Mas isso só em janeiro.
Até lá, permanece no ar Força de um Desejo, apesar da média de 23 pontos noIbope. Um vexame comparado aos 24 registrados para a reprise de O Rei do Gado, às 14h, mas principalmente uma injustiça, porque a novela é um dos melhores folhetins de época que a Globo já produziu.
Gilberto Braga conseguiu retratar o século 18 sem abandonar o realismo - uma ambivalência deliciosa e inteligente. Fábio Assunção e Malu Mader são um dos melhores pares românticos dos últimos anos e ver a "malvada" Natália Thimberg é um grande prazer. Sem falar no Sobral, de Reginaldo Faria, e no Leopoldo, de Cláudio Corrêa e Castro. Que atores!
Forca de um Desejo foi um dos Maiores Sucesos ezibida pela Rede Globo em 1993.
*******Fonte de Informacáo e pesquisa.********







*******NOVELA O PROFETA JANEIRO DE 2007*******

No primeiro capítulo, as tomadas realizadas no campo prenderam a atenção dos telespectadores. Logo no início da trama, Marcos (vivido na infância por Gabriel Moura e, com a passagem do tempo, por Thiago Fragoso), fez uma de suas primeiras previsões em relação às casas da vila que desmoronaram com um vendaval.
Já depois de um passeio ao lado de Lucas (Henrique Ramiro), Marcos conseguiu prever um acidente mas, ao correr, não teve tempo de salvar seu irmão, que morreu ao cair de um barco, numa cachoeira.
Já no final do primeiro capítulo, Marcos se encontra pela primeira vez com Sônia (Paola Oliveira), onde prevê: “Você é a mulher da minha vida”.

s primeiras imagens da trama escrita pela saudosa Ivani Ribeiro, que tem a adaptação assinada por Duca Rachid e Thelma Guedes e supervisão de Walcir Carrasco, marcou 34 pontos na audiência, de acordo com a medição prévia do Ipobe, na Grande São Paulo.

Veja como ficou a audiência no horário compreendido entre 17h47 e 18h44, enquanto a novela esteve no ar:
Globo – 34Record – 9SBT – 6Band – 3,3Rede TV! – 1,4Share: 66,4% dos televisores pesquisados estavam ligados.

*****SILVIO SANTOS CAPA DA REVISTA AMIGA DECADA DE 1970*******

NOSSO QUERIDO APRESENTADOR SILVIO SANTOS FOI CAPA DA REVISTA AMIGA NA DECACADA DE 1970.